Tromboembolismo e AVC

O que é

O acidente vascular cerebral (AVC), conhecido popularmente como derrame cerebral, é a insuficiência no fluxo sanguíneo em uma determinada área do cérebro. É uma doença de início repentino. Pode ocorrer devido à falta de circulação provocada por obstrução de uma ou mais artérias ou por causa de um sangramento cerebral provocado pelo rompimento de uma artéria ou vaso sanguíneo.

Atualmente, o AVC é uma das principais causas de morte no Brasil e mundo. O risco de o problema de saúde surgir aumenta a partir dos 55 anos de idade. De acordo com o Ministério da Saúde (MS), o AVC é uma das principais causas debilitantes, resultando em grande impacto na qualidade de vida e econômicos. Por isso mesmo, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda medidas urgentes para prevenção e tratamento.

Acidente Vasculear Cerebral (AVC)

Isquêmico

Corresponde a 85% dos casos e ocorre quando há obstrução da circulação em uma área específica do cérebro. O entupimento de uma ou mais artérias pode ocorre por trombose ou embolia (retorno de coágulos pela circulação venosa aos pulmões). Os idosos diabéticos, com problemas vasculares, cardiovasculares, hipertensão arterial e fumantes são os mais propensos a esse tipo de AVC.

Hemorrágico

O hemorrágico é provocado pelo rompimento de vasos sanguíneos em virtude de traumas, hipertensão arterial e problemas de coagulação. Ocorre em 15% dos casos.

Existe outra condição chamada "Ataque Isquêmico Transitório", que consiste na interrupção temporária do fluxo sanguíneo, causando sinais e sintomas iguais ao AVC que, porém, revertem-se espontaneamente em um curto período de tempo. O ataque isquêmico transitório deve ser encarado como um aviso de que algo está errado. Sua causa precisa ser descoberta e tratada, antes que o AVC ocorra.