O que é?

Ar artérias são responsáveis por levar o sangue rico em oxigênio e nutrientes do coração para o resto do corpo. Quando o bloqueio destas artérias impede que o sangue chegue até os membros inferiores, ocorre a chamada doença arterial periférica (DAP).

O estreitamento e endurecimento das artérias que levam sangue para os membros inferiores – pernas e pés – pode provocar diversas complicações, como isquemia crítica, ataque cardíaco e AVC.

Sintomas

Dores nas pernas ao caminhar é o sintoma mais comum da doença. A localização da dor depende de qual artéria está obstruída ou estreitada; normalmente se concentra na panturrilha. Outros sintomas comuns são:

  • Claudicação intermitente (sensação de cãibra)
  • Pés frios
  • Dormência e fraqueza nas pernas
  • Mudança na cor das pernas
  • Dor noturna
  • Sem pulsação nos membros inferiores
  • Crescimento mais lento das unhas
  • Disfunção erétil nos homens

Fatores de Risco

A principal causa da doença arterial periférica é a aterosclerose – obstrução das artérias por placas de gordura. Os fatores que costumam aumentar o risco de desenvolvimento da doença são: colesterol alto, diabetes, hipertensão, tabagismo, idade avançada, histórico familiar e altas taxas de homocisteína, componente da proteína que ajuda a construir um tecido.

Prevenção

Para evitar o surgimento da doença, são recomendadas mudanças no estilo de vida, que incluem: parar de fumar, exercitar-se regularmente, manter um peso saudável, evitar gordura saturada, manter os níveis de colesterol e glicemia normais e controlar a pressão arterial.

Tratamento

O tratamento da doença arterial periférica é feito com o objetivo de amenizar os sintomas e evitar a progressão da aterosclerose, reduzindo o risco de complicações como isquemia crítica, ataque cardíaco e AVC. Inclui mudanças de hábitos – controle do peso e pressão arterial, exercícios regulares, alimentação saudável -, além de medicamentos.

 Casos mais graves, com dores intensas, podem exigir uma angioplastia para desobstruir a artéria e restabelecer o fluxo sanguíneo.