compartilhar

< Voltar

Alimentação saudável e rica em vegetais pode prevenir o câncer de próstata

Estudos indicam que, quanto maior o consumo de nutrientes de origem vegetal, menor o risco de desenvolver a doença, que em 2020 superou 97 mil casos novos no país 

Com mais de 97 mil diagnósticos por ano no Brasil, o câncer de próstata é o tumor mais comum nos homens com 50 anos ou mais. Como nos estágios iniciais não há sintomas, os exames para rastreio são indicados anualmente aos homens que apresentam fatores de risco – idade, histórico familiar de câncer, especialmente em primeiro grau, e população negra. Já as medidas para prevenir o câncer de próstata podem ser adotadas por toda população masculina, sendo a alimentação um desses pilares.

Muitos estudos têm sido feitos para avaliar o efeito ou a relação de alimentos ou nutrientes e o câncer de próstata, seja como forma de prevenção ou para retardar seu desenvolvimento. E já se sabe que uma dieta saudável contribui em ambos os casos. As principais pesquisas confirmam que, quanto maior a quantidade de vegetais ingerida diariamente, menor o risco de ter o tumor.

O Centro Médico da Universidade da Califórnia em São Francisco (UCSF) aponta que homens que consomem 28 porções de vegetais por semana reduzem o risco de câncer de próstata se comparados com os que consumiram menos de 14 porções semanais. Isso engloba principalmente os vegetais crucíferos, como brócolis, couve-flor, repolho, couve-de-bruxelas e acelga.

Outro nutriente muito associado à prevenção de vários tipos de câncer é o licopeno, antioxidante do grupo dos carotenoides. Segundo a Prostate Cancer UK, instituição do Reino Unido de apoio aos pacientes, a absorção do licopeno pelo organismo é maior se os alimentos forem minimamente processados e associados a alguma gordura. Ou seja, para evitar o câncer de próstata a ingestão do licopeno é mais proveitosa por meio de molhos de tomate, sopas e pastas, desde que acompanhem um baixo índice de sal e açúcar.

Ainda nos vegetais, há poucas evidências indicando que a catequina, presente no chá verde, pode reduzir os riscos de câncer de próstata, atuando de forma anti-inflamatória e impedindo a multiplicação de células cancerígenas. Mas é preciso dosar bem a quantidade a ser ingerida, pois o chá verde contém cafeína, substância com potencial irritativo para a bexiga.

De forma geral, uma alimentação rica em legumes, verduras, frutas e vegetais auxilia não só a prevenir o câncer de próstata como favorece o tratamento para o paciente que já possui a doença. E se essa dieta nutritiva for somada à prática de atividades físicas, os benefícios são ainda maiores e mais consistentes.

Fontes: Prostate Cancer UK; Instituto Nacional do Câncer (INCA); USCF Health – Nutrition and Prostate Cancer; Harvard School of Public Health

Ler mais sobre esse tema:

Nossa Agenda

03 a 26 Nov

Saúde do Homem

Exposição 10 anos Novembro Azul no Senado Federal

Local: Senado Federal / Redes Sociais LAL

Horário: A Confirmar