compartilhar

< Voltar

Câncer: os tumores que mais acometem as mulheres e como identificá-los

Há vários tipos de câncer e, dentre eles, aqueles que são mais comuns nas mulheres. Por isso é importante ficar atenta aos sinais do corpo, eles são fundamentais para detectar algum problema com sua saúde.

Os cânceres de mama, de colo do útero, de ovário e endométrio são os mais incidentes no público feminino, sendo que o câncer de mama é o mais frequente nas mulheres. De acordo com dados do INCA (Instituto Nacional do Câncer), em 2018 representava 24,2% do total de casos, com aproximadamente 2,1 milhão de novos casos.

Já o câncer de colo de útero é o terceiro tumor maligno mais frequente na população feminina, ficando atrás somente do câncer de mama e colorretal. É a quarta causa de morte de mulheres por câncer no Brasil.

A OMS (Organização Mundial da Saúde) chama a atenção para o diagnóstico precoce dessas doenças e o rastreamento dos tumores. Para isso é de suma importância fazer exames periódicos e procurar ajuda especializada quando surgir qualquer imprevisto com a saúde.

Sintomas: não deixe eles aparecerem

Com os exames em dia e a visita periódica ao médico, dificilmente o câncer poderá aparecer de surpresa. No entanto, nada impede que isso aconteça. Abaixo separamos alguns exames que podem detectar problemas e, também, os principais sintomas dos tumores que mais acometem as mulheres.

– Câncer de Mama

Detecção e exames: nódulos ou qualquer sintoma suspeito nas mamas devem ser investigados. Para isso, além dos exames clínicos, recomenda-se exames de imagem como mamografia, ultrassonografia ou ressonância magnética.

Principais sintomas:

  • Calor, inchaço, vermelhidão, descamação ou dor na mama;
  • Sensibilidade no mamilo, secreção ou inversão dele para dentro da mama;
  • Alteração no tamanho ou no formato da mama;
  •  Enrugamento ou endurecimento da mama, podendo levar a um aspecto semelhante a uma casca de laranja;
  • Nódulos ou espessamento na mama ou nas axilas.

– Câncer do colo do útero

Detecção e exames: a realização periódica do exame de Papanicolau é a forma de prevenir essa doença.

Principais sintomas:

  • Sangramento vaginal não relacionado ao período menstrual;
  • Corrimento ou secreção vaginal;
  • Dor vaginal após relações sexuais;
  • Dor abdominal associada a queixas urinárias ou intestinais.

– Câncer de ovário

Detecção e exames: a investigação deve ser feita por exames clínicos, laboratoriais ou radiológicos em pessoas que já apresentaram algum sintoma ou, no caso de pessoas sem nenhum sintoma, por meio dos exames preventivos. O diagnóstico precoce é possível em apenas parte dos casos, pois a maioria apresenta sinais e sintomas em fases mais avançadas da doença.

Principais sintomas:

  • Inchaço abdominal;
  • Dor abdominal;
  • Perda de apetite e de peso;
  • Fadiga;
  • Mudanças no hábito intestinal e/ou urinário.

– Câncer de endométrio

Detecção e exames: assim como qualquer tipo de câncer, o de endométrio pode ter grandes chances de cura quando diagnosticado precocemente. Exames que permitem visualizar o interior do útero auxiliam no diagnóstico, bem como: histórico da paciente, Ultrassonografia transvaginal, Histeroscopia e Biópsia do endométrio.

Principais sintomas:

  • Sangramento entre os ciclos menstruais;
  • Sangramento vaginal mais intenso que o habitual;
  • Qualquer sangramento vaginal em mulher na menopausa.

– HPV

Detecção e exames: o Papilomavírus Humano é um tipo de vírus transmitido por via sexual. Atualmente são conhecidos cerca de 150 tipos de HPV e, alguns deles, são de alto risco, pois podem causar câncer. A forma mais segura de prevenir o HPV é a vacinação e uso de camisinha. Os exames Papanicolau, Captura Híbrida e Colposcopia. O teste de HPV também é solicitado para identificar qual o tipo de HPV que está atuando no organismo.

Principais sintomas:

  • Pequenas verrugas na vagina, vulva e colo do útero. Podem causar ardência ou ser assintomática, por isso é muito importante recorrer aos exames periódicos.

Prepare-se para a consulta com o ginecologista

Toda a mulher, com vida sexual ativa, deve ir ao ginecologista uma vez ao ano para realizar exames periódicos. Uma dica importante é preparar uma lista de perguntas sobre exames, sintomas ou qualquer outra dúvida que tiver, assim seu atendimento terá melhor produtividade.

Perguntas como: faço reposição hormonal. Tenho risco de ter câncer ginecológico?, Uso pílulas anticoncepcionais, tenho risco maior de desenvolver câncer ginecológico? Ou Devo me vacinar contra o HPV? são apenas algumas questões que podem entrar na pauta de discussões com o seu médico.

Ler mais sobre esse tema:

Nossa Agenda

28 Jul

Câncer e Cardio

Fórum Brasil: Câncer e Doenças Cardiovasculares

Local: online

Horário: 28/07 das 13h00 às 17h30 e 29/07 das 13h00 às 20h00

5 Ago

Campanha Novembro Azul

LIVE DIA DOS PAIS: O desafio de cuidar da próxima geração de homens. Vamos falar sobre isso?

Local: Online

Horário: das 19h30 às 21h00

26 Ago

Fórum Cuidadores no Brasil - Lançamento da Pesquisa Cuidadores

Local: Online

Horário: das 14h00 às 17h00

31 Ago

Campanha Respire Agosto

WEBINAR: Dia Nacional de Combate ao Fumo

Local: Online

Horário: das 15h00 às 17h00

23 Set

Campanha Respire Agosto

LIVE Dia Mundial do Pulmão: Mitos e Verdades sobre CA de Pulmão

Local: Online

Horário: das 19h30 às 21h00

29 Set

Campanha Siga seu Coração

WEBINAR Dia Mundial do Coração

Local: Online

Horário: das 17h00 às 21h00

6 Out

Global Forum Fronteiras da Saúde

Local: Online

Horário: das 14h00 às 20h00

21 Out

Campanha Mulher por Inteiro

WEBINAR: Tumores Femininos Day

Local: Online

Horário: das 15h00 às 17h00

17 Nov

Campanha Novembro Azul

WEBINAR: Especial Saúde do Homem

Local: Online

Horário: das 19h00 às 21h30

8 Dez

Campanha Mulher por Inteiro

WEBINAR: Câncer de Endométrio – o que as mulheres precisam saber

Local: Online

Horário: das 15h00 às 17h00

9 Dez

Conexão Paciente, Família e Cuidador

Local: Online

Horário: das 09h00 às 18h00