Alimentação e o câncer de próstata

Alimentação e o câncer de próstata

Por Thais Cárdenas 

Não existe um meio conhecido de prevenção do câncer de próstata, principalmente relacionado somente à alimentação ou mudanças no estilo de vida. O que sabemos e recomendamos está baseado em estudos que mostraram associações entre alguns alimentos e menor risco do desenvolvimento da doença.

Alguns pesquisadores do assunto sugerem que uma dieta com grandes quantidades de licopeno (presente nos tomates), vitamina E (ou tocoferol presentes nos óleos vegetais, e nozes), vegetais crucíferos (como o brócolis, repolho, couve-flor e couve de bruxelas) e selênio podem reduzir o risco para o câncer de próstata. No entanto, outros estudos não obtiveram sucesso quando tentaram confirmar tais resultados.

Se você tem o hábito de se alimentar com muita gordura animal (incluindo aqui os produtos a base de leite) e poucas frutas e verduras, seu risco de desenvolver câncer de próstata pode aumentar. Os produtos lácteos (leite integral, queijos, iogurtes, requeijão, entre outros) podem contribuir com grande parte da gordura que você ingere.

O fato de você estar acima do seu peso (sobrepeso ou obeso) também tem associação com o desenvolvimento de um tumor mais agressivo. Mas ainda não é conhecido exatamente o motivo pelo qual o peso pode afetar e ajudar o crescimento do câncer de próstata.

Para facilitar, vamos conhecer um pouco de cada alimento e onde podemos encontrar alguns nutrientes que podem diminuir o risco do desenvolvimento dessa doença:
    Tomates: como dito anteriormente, eles possuem um composto químico chamado licopeno, que pode reduzir o crescimento do câncer de próstata. Os produtos como molhos (incluindo o catchup) são boas fontes. Mas, cuidado com a quantidade de gordura e sal, principalmente quando optamos por comprá-los em supermercados;
    Vegetais crucíferos: alguns estudos sugerem que reduzem o crescimento do câncer de próstata ou reduz o risco de um tumor mais agressivo;
    Soja: na mesma linha, pode reduzir o crescimento do tumor;
    Chá-verde: existem algumas evidências que o chá protege contra o câncer e sua forma mais avançada, mas para ter o efeito protetor precisamos tomar aproximadamente 6 xícaras por dia.

QUAIS ALIMENTOS DEVEM SER EVITADOS DURANTE O TRATAMENTO? POR QUÊ?

Não há restrições, no geral. A fase do tratamento é bastante importante e seu corpo precisa estar preparado. Para isso, não há segredo: você deve seguir uma alimentação saudável e balanceada, o que é recomendado para qualquer pessoa. Dessa maneira você é capaz de obter todos os nutrientes que precisa e não necessitará de suplementação de vitaminas (na forma de cápsulas). As vitaminas, na forma de suplementos, podem interferir com alguns tratamentos, por isso é importante que você avise seu oncologista caso faça uso rotineiro desses "remédios".

Seu médico pode sim lhe recomendar alguns suplementos específicos, mas são casos particulares, por exemplo, a indicação de suplementos de cálcio quando uma terapia hormonal é realizada. Nesse caso, se necessário, a quantidade extra do cálcio pode ajudar seus ossos a ficarem mais fortes.

Alguns homens podem optar pelo uso de ervas medicinais para ajudar no tratamento do tumor ou melhorar os efeitos colaterais nessa fase. No entanto, não há evidência que são protetoras efetivamente. Além disso, existem relatos que alguns medicamentos fitoterápicos podem atrapalhar o sucesso do tratamento. Não há nada proibido, mas é importante que tudo que deseje ingerir em caso de suplementação e ervas medicinais deve ser discutido com seu oncologista.

Nossa preocupação é com efeitos colaterais de qualquer tratamento. A hormonioterapia, por exemplo, pode causar ondas de calor, cansaço e ganho de peso. Por isso, é importante que durante essa fase você faça um acompanhamento com uma nutricionista que, dentro de uma recomendação de alimentação saudável, personalizará sua dieta para que os efeitos colaterais sejam contornados da melhor forma.

QUAIS ALIMENTOS SÃO PRIMORDIAIS NA DIETA PARA PACIENTES DIAGNOSTICADOS COM CÂNCER DE PRÓSTATA? O QUE NÃO PODE FALTAR NA DIETA?

Novamente não há segredos: devemos manter uma alimentação saudável. Uma boa dica é iniciar gradualmente as mudanças que você já sabe que serão benéficas e que talvez hoje não consiga praticar rotineiramente. Veja abaixo algumas dicas que podem ajudá-lo:
    Opte por uma alimentação variada. Somente dessa forma conseguirá obter todas as vitaminas e minerais que as diferentes frutas e vegetais contêm. Aposte nas cores diversificadas;
    Mantenha seu IMC (índice de massa corpórea) dentro dos limites da normalidade para sua idade;
    Evite bebidas alcoólicas;
    Tente reduzir aquelas práticas ou alimentos que não são saudáveis, como a quantidade de açúcar que adiciona nas bebidas, doces, refrigerantes e as gorduras saturadas. Uma vez ou outra não é proibido, mas você deve se habituar a fazer disso uma exceção;
    Reduza o sal, evite o uso de temperos prontos e cuidado com alguns alimentos processados que contêm grande quantidade de sódio, que é parte do sal. Tente usar outros temperos como pimentas, orégano, salsinha, por exemplo;
    Coma mais frutas e vegetais: 5 porções, todo dia. Uma porção é, aproximadamente, o tamanho de sua palma da mão ou 80g;
    Não exclua nenhum grupo de alimentos da sua dieta, cada um tem um papel importante na sua alimentação. Exemplo: não vale a pena restringir os pães ou as massas ou produtos lácteos;
    Beba de 6 a 8 copos de líquidos por dia. Isto inclui qualquer bebida, não apenas água, mas chás e sucos naturais.
    Preste atenção nas embalagens e rótulos dos alimentos. Eles fornecem informações sobre calorias, gorduras e açúcares e podem ajudar nas escolhas mais saudáveis. Cuidado com os alimentos ou preparações com teores reduzidos de gordura. Eles podem compensar na quantidade de açúcares e nem sempre possuem calorias a menos.

UM HOMEM QUE POSSUI UM HISTÓRICO DE ALIMENTAÇÃO DESREGRADA PODE DESENVOLVER O CÂNCER EM FUNÇÃO DISSO?

Não se sabe exatamente as causas do câncer de próstata. Entre 5 a 10% são casos familiares. Porém, hoje sabemos que:
    Produtos lácteos e o cálcio; comer grandes quantidades pode aumentar o risco de crescimento do câncer de próstata e tumor avançado;
    Carne vermelha: alguns estudos têm mostrado que o consumo de carne bovina, porco ou cordeiro pode aumentar o risco de câncer de próstata avançado. Tente comer até 300 g de carne vermelha cozida por semana. Não ingira todo dia;
    Carnes processadas, tais como presunto, bacon, salsicha e hambúrgueres podem aumentar o crescimento do tumor;
    Carnes assadas em altas temperaturas (como nos churrascos) também podem aumentar o risco de desenvolvimento de câncer avançado.

APÓS O TRATAMENTO DO CÂNCER, O HOMEM PODE VOLTAR AOS HÁBITOS ALIMENTARES QUE TINHA ANTES DA DOENÇA OU ELE DEVE SEGUIR UMA DIETA RESTRITA PARA SEMPRE?

Há poucas evidências que existam alguns alimentos que possam reduzir o risco de retorno do câncer após tratamento. Manter uma alimentação saudável fará com que você mantenha o controle da sua própria saúde e até ajude a melhorá-la. Hábitos alimentares saudáveis são benéficos não somente para este tipo de doença, mas podem reduzir o risco de outros problemas como as doenças cardíacas ou diabetes.