NOVEMBRO AZUL CHAMA ATENÇÃO DOS HOMENS NA AV. PAULISTA

NOVEMBRO AZUL CHAMA ATENÇÃO DOS HOMENS NA AV. PAULISTA

Quem participou do Circuito da Saúde realizado no Masp, em São Paulo, teve a oportunidade de ser lembrado sobre a importância da prevenção quando o assunto é saúde. Uma tenda montada no Vão Livre do museu pela campanha Novembro Azul chamou atenção dos homens, que puderam fazer exames rápidos e ainda tirar dúvidas sobre o câncer de próstata.

"Estava passando e aproveitei. Quanto mais informação nós tivermos melhor. Até porque sem informação é ainda mais difícil ter acesso ao atendimento e exames. Isso é uma coisa que dificulta bastante o cuidado com a saúde", comenta Charles Rodrigues, 37 anos. 

No local, profissionais da saúde realizaram aferição da pressão arterial e medição da circunferência abdominal, além de ensinarem a calcular o próprio Índice de Massa Corporal, o IMC. 

E quem também pode aproveitar essas ações foi o público feminino, que tem papel fundamental na campanha, incentivando a conscientização entre os homens. "Se não ficarmos insistindo para eles irem ao médico, não vão", afirma a vendedora Antônia Araújo Mota, 49 anos, que garante levar a mensagem de prevenção adiante. 

Lição de quem vivenciou o câncer

Diagnosticado com câncer de próstata há 2 anos, Irineu Padiglione, 74 anos, não deixou de passar pelo estande do Novembro Azul para saber mais sobre como cuidar melhor da sua saúde. "Acabo de finalizar o tratamento, agora é só realizar os controles", conta em conversa com o oncologista Fernando Coitat Maluf. 

Membro do Comitê Científico do Instituto Lado a Lado pela Vida, o médico também esteve no local para tirar dúvidas dos participantes e distribuir exemplares autografados do seu livro "Vencer o Câncer de Próstata". "Ações assim são muito importantes. Se impactar somente 5% das pessoas que passaram por aqui hoje já é uma grande vitória", parabeniza Irineu.

Caso do Edmar Covas, 61, que teve o pai diagnosticado com câncer de próstata há sete anos e desconhecia a importância de procurar um médico para avaliar a necessidade do rastreamento. "Eu nunca fiz exames por não sentir nada, mas agora entendi que já passei da hora de fazer a minha parte. Vou marcar a minha consulta. Não tenho medo dos exames, só não sabia da necessidade de fazê-lo", justifica. 

Negligência com a saúde não faz parte do dia a dia de José Augusto dos Santos Filho, 52, e Elisabete Santos, 51. Último casal a passar pelo estande do Novembro Azul, eles destacaram a importância do incentivo à prevenção.

"Meu pai faleceu de câncer de próstata e a doença foi um sofrimento grande para ele e para toda família. Essa experiência nos motiva ainda mais a incentivar  a todos a se prevenirem, afinal quem ama cuida", conta a bancária. 

Transmissão ao vivo

O câncer de próstata e a saúde do homem em geral também foram temas do Manhã Bandeirantes, da Rádio Bandeirantes, e No Meio do Dia, da Band News FM. Ambas as emissoras transmitiram sua programação ao vivo, diretamente do Masp.