TREINÃO ORGANIZADO POR EX-PACIENTE DE CÂNCER MOVIMENTA ATLETAS NO RJ

TREINÃO ORGANIZADO POR EX-PACIENTE DE CÂNCER MOVIMENTA ATLETAS NO RJ

Unindo prevenção e lazer, o evento Bike+Running mobilizou atletas no Rio de Janeiro durante o Novembro Azul. Os participantes se reuniram no Jardim Botânico para uma pedalada que passou pela Vista Chinesa e teve como destino final a Mesa do Imperador.

Após um percurso de 6 km, os participantes foram recepcionados com lanches saudáveis, puderam aferir a pressão arterial e receber informações sobre o câncer de próstata. 

A realização do treino contou com a parceria da Oncologia D'Or, Academia Velox e do educador físico Vinícius Zimbrão, diagnosticado em 2014 com câncer em um dos testículos.

"O homem não se examina e não se permite examinar. Isso deve acabar com campanhas de prevenção mais maciças", incentiva o ex-paciente.

Conheça essa história

Vinícius Zimbrão foi diagnosticado com câncer em um dos testículos, mesmo tipo de câncer do também atleta Lance Armstrong, que tomou como exemplo e inspiração. "Aconteceu tudo muito rápido, não tive muito tempo para pensar. Apenas queria saber o que eu podia fazer pra sair dessa rápido", conta. 

E, realmente, saiu. Depois de confirmado o diagnóstico, Zimbrão realizou a cirurgia em dois dias, e logo voltou ao trabalho. Acostumado a superar desafios no atletismo, ele conta que o estilo de vida disciplinado, que cultiva com perseverança ao longo dos anos, o ajudou no tratamento e recuperação. "Minha disposição e autoestima me davam forças para me reerguer todos os dias", revela.

A história de Zimbrão inspira e acaba por conscientizar muitas pessoas em relação aos cuidados com a saúde. "Muitos amigos me relataram que foram ao médico e fizeram exames depois do meu caso", conta. E não apenas os amigos: Zimbrão conta que, em sua primeira sessão de quimioterapia, decidiu tornar pública sua doença por meio de uma postagem no Facebook. Nela, chamava as pessoas para fazerem alguma atividade física enquanto estivessem ali, se tratando. 

Para Zimbrão, campanhas como o Novembro Azul são importantes, pois ainda existe uma cultura machista que deve ser extinta. Na pele de quem superou um câncer exclusivamente masculino, finaliza: "gostaria que os homens deixassem o preconceito e o machismo de lado e dessem mais importância à prevenção e, consequentemente, à vida! Viver inspira a cura!".