compartilhar

< Voltar

15 de julho: Dia do Homem

15/07/2022

No Brasil, o Dia do Homem é celebrado desde 1992. A Ordem Nacional dos Escritores propôs a data para, entre outras coisas, conscientizar a população masculina sobre os cuidados que devem tomar com a sua saúde.

Promover a mudança de comportamento dos homens, para que incorporem o hábito de consultar o médico com frequência e realizar exames preventivos, é um dos maiores propósitos do Novembro Azul desde seu surgimento em 2011.

Mesmo com as constantes campanhas de prevenção e alerta para a realização dos exames que podem detectar o câncer de próstata em estágio inicial, muitos homens com idade a partir de 40 anos ainda relutam em seguir as recomendações do rastreamento. O câncer de próstata é o tipo mais comum entre os homens brasileiros.

Dia do Homem: Incidência do câncer de próstata em homens negros

Neste Dia do Homem em especial, o Instituto Lado a Lado pela Vida quer trazer à tona um tema muito importante quando falamos em câncer de próstata: a maior incidência da doença em homens negros.

Indivíduos negros têm 3 vezes mais risco de desenvolver esse tipo de tumor e 2,2 vezes mais chances de morrer dessa doença, em comparação aos brancos.

De acordo com o médico urologista João Brunhara, membro do Comitê Científico do Instituto Lado a Lado pela Vida e diretor da Omens, a genética é um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento do câncer de próstata. Ou seja, um homem com parentes de primeiro grau com a doença possui mais chances de desenvolvê-la do que aqueles que não têm.

Câncer de próstata e homem negro: Como proceder?

O câncer de próstata é o mais comum entre os homens e representa 29% dos diagnósticos da doença no Brasil. Segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua do IBGE (2019), 56,10% das pessoas no país se declaram negras – 19,2 milhões se assumiram como pretos e 89,7 milhões se declaram pardos e, para o IBGE, negros são a soma de pretos e pardos. Se os homens são 49,2% da população brasileira, temos um universo de dezenas de milhões de homens pretos e pardos que precisam realizar exames para diagnóstico precoce a partir dos 45 anos.

Marlene Oliveira, presidente do Instituto Lado a Lado pela Vida e criadora do Novembro Azul, destaca que, de acordo com a pesquisa 10 Respostas Sobre a Saúde do Homem, feita no fim de 2021, a grande maioria dos homens desconhece que a incidência de câncer de próstata em homens negros é maior, somando 86% dos entrevistados, no Brasil, e 93% nos demais países da América Latina (Argentina, México e Colômbia).

A importância dessa informação ser de conhecimento geral é enorme, já que o diagnóstico precoce é parte fundamental da cura. Para isso, a população masculina em geral tem que reconhecer o quão essencial é ter uma rotina de consultas e exames.

Dia do Homem: Celebre com o Instituto Lado a Lado pela Vida

Em razão do Dia do Homem, o deputado federal Weliton Prado discursou a favor da conscientização sobre a saúde do homem durante fala na Câmara dos Deputados.  

“Gostaria de parabenizar o Instituto Lado a Lado pela Vida, por que no dia 15 de julho é comemorado o Dia do Homem”, disse ele. “E o Instituto Lado a Lado pela Vida é quem desenvolveu, quem criou a campanha mais importante, em relação a saúde do homem, que é o Novembro Azul. E os homens têm que se conscientizar e largar este preconceito machista e fazer exames”.

Assista à fala completa:

Ler mais sobre esse tema: