compartilhar

< Voltar

Varicocele

Saúde do Homem

O que é?

Também conhecida como varizes do saco escrotal, a varicocele é a dilatação anormal das veias dentro do escroto, a bolsa que contém os testículos.

A varicocele é a principal causa tratável de infertilidade masculina, presente em 15% da população masculina e em aproximadamente 40% dos homens com infertilidade primária (nunca tiveram filhos).

Esse número pode aumentar para até 80% dos homens com diagnóstico de infertilidade secundária (que já tiveram filhos, mas não conseguem mais engravidar por perda da qualidade do sêmen).

A falta de hábito dos homens em realizar consultas periódicas agrava os problemas causados pela varicocele que também pode causar atrofia testicular. Quando diagnosticada e tratada precocemente, tem grandes chances de cura.

Sintomas

A varicocele, geralmente, é uma condição indolor. No entanto, em alguns casos a dor pode se manifestar principalmente após a prática de exercícios físicos e melhorará se o homem se deitar de costas. A dor também varia de intensidade ao longo do dia.

Com o tempo, se não tratada, as varizes podem aumentar de tamanho e manifestar sinais de atrofia testicular e infertilidade.

Fatores de risco

O cordão espermático é responsável por transportar o sangue para os testículos. A varicocele se forma quando as válvulas de dentro das veias do cordão impedem o fluxo adequando de sangue. Isso causa inchaço e alargamento das veias, formando as varizes, como ocorre nas pernas.

É uma condição mais comum em homens entre 15 e 25 anos, sendo a idade o único fator de risco associado ao problema, porém, seu aparecimento pode ocorrer junto com a puberdade, ao redor dos 12 ou 13 anos de idade.

Desta forma, o acompanhamento do adolescente pelo urologista desde o início da puberdade pode levar a uma detecção precoce da varicocele. Pesquisas têm relacionado o surgimento dessas varizes também ao excesso de peso, mas a relação ainda não foi comprovada.

Outra doença gerada pela dilatação das veias decorrente da varicocele é a doença hemorroidária, que são varizes na região anal e que provocam sangramento ao evacuar.

O surgimento súbito de varicocele em homens mais velhos pode estar associado a um tumor renal que bloqueia o fluxo de sangue.

Prevenção

A varicocele não pode ser prevenida. No entanto, é preciso atenção médica para prevenir o avanço das varizes e complicações como a infertilidade.

É importante consultar um urologista para saber como tratar o problema, principalmente quando causa dores.

Diagnóstico

O exame físico é o primeiro passo para o diagnóstico. Se a averiguação da região escrotal não for suficiente, o médico poderá solicitar exames específicos como o ultrassom escrotal.

Outros testes complementares ajudam no diagnóstico, entre eles o ecodoppler colorido, que confirma a suspeita do exame clínico.

Tratamento

A maioria dos pacientes com varicocele não precisa de tratamento. Quando apresentam dor testicular podem ser tratados com medicamentos ou uso de suspensório escrotal.

No entanto, pacientes com sintomas mais graves como atrofia testicular, infertilidade e deterioração da função testicular podem ser submetidos à reparação cirúrgica das varizes.

A cirurgia tem como objetivo lacrar as veias afetadas para redirecionar o fluxo de sangue para as veias normais. São três os tipos de reparos cirúrgicos: cirurgia aberta, laparoscopia e embolização percutânea.

O procedimento apresenta poucos riscos, entre eles acúmulo de líquido em torno dos testículos, danos a uma artéria ou recorrência do problema.

Perguntas frequentes

Quando a varicocele precisa ser tratada?
Ela deve ser tratada quanto afeta a fertilidade masculina. Quando diagnosticada, deve-se solicitar a coleta de sêmen para realização do espermograma, que avalia a quantidade e a qualidade dos espermatozoides.

Portanto, homens que têm varicocele diagnosticada no exame físico e alteração no espermograma têm indicação para o tratamento cirúrgico.

Como é o pós operatório?
O paciente geralmente tem alta no mesmo dia. Entre os cuidados, destacam-se:

  • Primeiro curativo deve ficar por 48 horas
  • Não dirigir por no mínimo 3 dias
  • Atividades físicas só podem ser retomadas 30 dias depois e a atividade sexual 7 dias após a cirurgia
  • O retorno ao trabalho será decidido depois da primeira inspeção médica
  • As medicações para dor e antibióticos são mantidas por 7 a 14 dias

O tratamento pode ser realizado em conjunto com a fertilização in vitro?
Sim, pode ser feito como uma tentativa antes da fertilização, ou mesmo durante. O tratamento da varicocele deve ser encarado como um cuidado da saúde do homem, precisa ser sempre alinhado com a equipe de ginecologia que cuida do casal, de maneira harmoniosa e transparente.

Após a cirurgia o espermograma melhora?
Sim, em até 70% dos casos há melhora no exame de espermograma. As taxas de gravidez também são mais altas em homens inférteis operados de varicocele, quando comparamos com os não operados. Mais importante do que isso, ou seja, além de possibilitar o restabelecimento da fertilidade do homem, também previne e preserva a saúde testicular, pois a varicocele é uma doença que irá progredir com o tempo, levando em muitos casos à atrofia testicular.

É preciso tratar a varicocele na adolescência?
Em adolescentes a presença de varicocele levanta preocupação acerca do efeito a longo prazo desta patologia na função testicular. O importante é fazer o acompanhamento do problema com avaliação urológica, ultrassom e espermograma.

Se houver algum sinal de comprometimento da função testicular, seja por redução do volume de um dos testículos ou queda na qualidade do espermograma, está indicado o tratamento cirúrgico.

Fontes de consulta

SOCIEDADE BRASILEIRA DE UROLOGIAhttps://portaldaurologia.org.br

Atualizado em 12/2018
Pesquisado em 16/03/2021