compartilhar

< Voltar

Estilo de vida saudável pode evitar oito mil casos de câncer de mama por ano

No mês de outubro, o Instituto Lado a Lado pela Vida (LAL) intensifica a sua campanha Mulher Por Inteiro, de conscientização sobre tumores femininos. Dentre eles, o mais incidente é o de câncer de mama, com mais de 66 mil casos novos previsto para este ano. E um levantamento divulgado pelo Instituto Nacional do Câncer (INCA) apurou que ao menos oito mil desses novos casos poderiam ser evitados pela adoção de hábitos saudáveis.

Embora seja um tumor multifatorial, incluindo predisposição genética e hereditária, o câncer de mama também pode se desenvolver devido a fatores de risco modificáveis. Questões ambientais e comportamentais, como o sedentarismo, obesidade, sobrepeso e tabagismo, são condições reversíveis e que comprovadamente aumentam o risco para a doença.

A pesquisa apresentada pelo INCA no início de outubro de 2021 indica que, aproximadamente, 13% dos novos casos de câncer seriam evitados com a redução destes fatores modificáveis. Dentre eles, o principal é a falta de atividade física, relacionada a 5% dos novos casos anuais. Outras condições são má alimentação, consumo de álcool e o não aleitamento materno.

Embora a realização das mamografias seja uma medida eficaz para diagnóstico inicial do câncer, viabilizando um tratamento menos agressivo e reduzindo consideravelmente a mortalidade, adotar um estilo de vida saudável diminui a probabilidade de desenvolver a doença. Por isso, a recomendação é que, além de realizar a mamografia regularmente, as mulheres revejam os hábitos do dia a dia.

A Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) indica a prática semanal de atividades físicas de intensidade moderada por, no mínimo, 150 minutos, o que equivale a 30 minutos em cinco dias da semana. Outra opção é praticar 75 minutos semanais de atividades físicas intensas.

Na alimentação, o ideal é ingerir em todas as refeições alimentos saudáveis (frutas, verduras e leguminosas, por exemplo) e evitar ao máximo os ultraprocessados, como os embutidos. Também é uma boa medida diminuir o consumo de gorduras e carboidratos simples, dando preferência aos integrais. Essas mudanças contribuem para atingir o peso ideal e garantem para o organismo as vitaminas e minerais na quantidade necessária.

Fontes: Instituto Nacional do Câncer (INCA) e Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM)

Ler mais sobre esse tema:

Nossa Agenda

03 a 26 Nov

Saúde do Homem

Exposição 10 anos Novembro Azul no Senado Federal

Local: Senado Federal / Redes Sociais LAL

Horário: A Confirmar