compartilhar

< Voltar

Informação fidedigna, uma arma poderosa no enfrentamento do Câncer

Por Vera Bifulco (psicóloga)

O momento do diagnóstico sempre será o de mais impacto na vida do paciente e sua família. Todas as incertezas até então ficam confirmadas nesse momento, todas as expectativas do que poderia não ser, se confirmam nesse crucial momento. Daqui para frente é enfrentar, enfrentar e enfrentar, mas existe uma arma poderosa que reduz a ansiedade e proporciona mais segurança, a informação fidedigna.

A informação é uma forma de cuidar, ela exerce papel relevante no sentido de neutralizar o medo do paciente e família, seu entorno, e ameniza a intensidade de sua reação de ajustamento, desta forma a informação torna-se altamente terapêutica e promove qualidade na reabilitação psicossocial do paciente o que traz uma maior adesão ao tratamento e melhor resposta física.

A questão que se levanta agora é a confiabilidade da informação. A gama de informações disponíveis nos meios de comunicação, na mídia, é cada vez maior, basta acessar um dos canais e se constata essa realidade. Um avanço tecnológico significativo que pode modificar a vida e as relações das pessoas. A pergunta que se levanta é: quais as verdadeiras contribuições que podem agregar valores e quais os riscos dessas informações?

Pacientes melhor informados são mais controlados, menos ansiosos, aderem melhor ao tratamento, possuem expectativas reais, se cuidam melhor, participam ativamente de seu processo de tratamento e busca pela cura e se sentem melhor cuidados refletindo numa maior qualidade de vida.

Essa informação começa na relação médico e paciente, primeiro vínculo a se formar e perpassa toda uma equipe multiprofissional no atendimento ao paciente e família. Lembrar que paciente e família se juntam aos demais profissionais da saúde constituindo uma grande EQUIPE, onde todos são co-participantes ativos.

A informação facilita a conversa com o médico e fortalece a relação, principalmente quando o que foi trazido é real, tem conteúdo e veracidade, é CONFIÁVEL.

Algumas dicas para que essa comunicação aconteça da melhor forma. Primeiro, seu médico e equipe de saúde são seus aliados, não se intimide de perguntar. Não existem perguntas bobas. Tudo que perpassa seus pensamentos deve ser esclarecido. Não entendeu? Pergunte novamente e novamente, até se certificar que obteve a melhor resposta, aquela que sacia suas dúvidas e aponta para uma solução.

Busque sites de origem confiável, fontes fidedignas, com profissionais de alto gabarito que podem fazer a grande diferença durante todas as fases de seu tratamento. Eles estarão junto com você numa grande e coesa família. Rubem Alves escreveu: “Quando se confia, o medo desaparece”.

Valorize sempre o tempo dedicado à consulta, tempo para ouvir, compreender, avaliar, tirar dúvidas. Investir na individualização do cuidado e não na generalização da assistência. Somo seres únicos, ímpares, não cópias. Cada caso é único em toda sua singularidade.

Ler mais sobre esse tema:

Nossa Agenda

03 a 26 Nov

Saúde do Homem

Exposição 10 anos Novembro Azul no Senado Federal

Local: Senado Federal / Redes Sociais LAL

Horário: A Confirmar