compartilhar

< Voltar

Se Cuide

Mesmo com as constantes campanhas de prevenção e alerta para a realização dos exames que podem detectar o câncer de próstata em estágio inicial, muitos homens com idade a partir de 45 anos ainda relutam em seguir as recomendações do rastreamento. O câncer de próstata é o tipo mais comum entre os homens brasileiros, atrás apenas do câncer de pele.

Conhecer seu risco é importante para a prevenção e alguns hábitos que auxiliam são:

Alimentação Saudável

O desenvolvimento de diversos tipos de câncer está associado com hábitos e estilo de vida. As escolhas alimentares não ficam fora dessa! “Homem que é homem não tem frescura, come de tudo” é uma frase comum, mas ela não poderia estar mais longe da verdade. Ser homem não significa que deve ser forte e resistente a tudo. 

Alimentos ricos em gorduras, açúcares e sódio devem ser evitados. Nada é proibido, mas devem ser consumidos com muita moderação. Para prevenir o câncer, assim como outras doenças crônicas, o homem deve aderir a uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais, dando preferência ao consumo de carnes magras. Diminuir o consumo de álcool também é essencial!

Dica do Novembro Azul: um nutriente que contribui muito para a saúde do homem é o licopeno, que é encontrado em alimentos com cor avermelhada, como o tomate, mamão, melancia e goiaba. Ele auxilia na prevenção de vários tipos de câncer, mas principalmente o de próstata, retarda o envelhecimento celular e previne problemas cardiovasculares.

Atividades Físicas

Todos sabem que a prática de exercícios físicos promove a melhoria da qualidade de vida, ajuda no combate ao estresse, previne doenças, além de muitas outras vantagens ao corpo. Mesmo assim, por conta de uma rotina exaustiva de trabalho, muitos homens acabam ficando sedentários e ganhando peso, o que favorece o aparecimento de algumas doenças.

As atividades físicas podem prevenir muitas delas, pois promovem alguns benefícios como:

  • Fortalecimento do músculo cardíaco e a melhoria da circulação, que evitam hipertensão (uma das que mais afetam os homens e pode provocar disfunção erétil!), infarto e AVC; 
  • Redução da gordura corporal, também relacionada com níveis elevados de pressão arterial e com a ação da testosterona, que traz maior disposição, libido e melhora no desempenho sexual; 
  • Força muscular, flexibilidade e postura, que ajudam prevenir dores nas costas e na região lombar.

Qualquer que seja a modalidade de exercício escolhida, deve ser bem orientada e realizada adequadamente. Moderação e acompanhamento médico são essenciais para que se garantam os benefícios da sua prática.

Check-Up

É fato: a maior parcela dos homens costuma procurar o médico apenas quando apresenta algum sintoma. Ainda assim, alguns só vão com alguma insistência por parte de uma mulher, seja ela mãe, filha ou esposa. Fazer um check-up é a melhor forma de prevenir doenças e evitar que sejam tratadas apenas em estágios mais avançados.

Em todas as faixas etárias o urologista deve ser consultado. Por exemplo, ainda criança pode ser necessário realizar uma consulta para detectar a possibilidade de fimose no pênis. Na adolescência, o médico é indicado para avaliar o desenvolvimento dos órgãos genitais, falar sobre prevenção e tratamento de DSTs e disfunções miccionais. A partir dos 20 anos, além de continuar a prevenção ou tratamento de DSTs, se inicia a prevenção contra o câncer de testículo. 

Aos 40, o homem deve ir anualmente ao urologista, já que é necessário iniciar a prevenção contra o câncer de próstata. A doença possui 90% de chances de cura se diagnosticada em seus estágios iniciais, porém, por conta de todo o preconceito que existe em relação ao exame de toque, ela é a segunda maior causa de óbito por câncer na população masculina. 

Enfim, a partir dos 50, além de manter a prevenção contra o câncer, o médico pode auxiliar em problemas comuns da idade, como crescimento da próstata, problemas na bexiga, rins e disfunções sexuais. 

Quanto antes qualquer doença for identificada, menor tende a ser sua gravidade, maiores são as opções de tratamento e melhor a recuperação. Consulte seu médico regularmente para um check-up!

Exame de Próstata

Uma pesquisa da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG) em parceria com a Bayer revelou que 49% dos homens acima dos 45 anos nunca realizou o exame de toque prostático. Esse dado é alarmante levando em consideração que é um dos principais exames para o diagnóstico do câncer de próstata. 

Apesar dos altos índices de cura caso identificado em fase inicial, a realidade é que muitos homens, por conta do preconceito que envolve o exame, são diagnosticados quando a doença já está em estados mais avançados, o que leva a uma taxa alta de óbitos.

A partir dos 40 anos é indicado que esse exame seja realizado periodicamente. Ele é feito no próprio consultório do urologista com anestesia local em gel e dura cerca de 10 segundos. O que é esse tempo perto de uma vida, certo? Previna-se! Faça o exame da próstata.

Não Fume

Já se foi o tempo em que o cigarro era considerado símbolo de status, glamour e masculinidade. Com o passar dos anos, os danos à saúde causados pelo tabagismo foram cada vez mais expostos e hoje são amplamente conhecidos. 

As doenças ocasionadas pelo seu consumo passam por mais de 15 tipos de câncer, problemas cardíacos como AVC, infarto e insuficiência cardíaca, além de doenças do aparelho respiratório como enfisema pulmonar e asma.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), ele é a causa de morte de mais de oito milhões de pessoas por ano. 

Mas falando da saúde do homem, o tabagismo afeta uma questão específica. Você sabia que ele pode acarretar problemas como a disfunção erétil? O tabaco pode afetar as artérias, obstruir o fluxo sanguíneo ao pênis, não permitindo uma ereção rígida. O câncer de bexiga também é uma das consequências do cigarro. 50% desse tipo de tumor em homens está diretamente relacionado ao consumo do tabaco. 

Parar de fumar é possível e quanto mais cedo essa decisão for tomada, maiores as chances de as doenças serem evitadas.

Saúde Mental

Quem nunca ouvir a frase “homem não chora”? A principal ideia por traz da expressão é de que o homem não pode apresentar fragilidades ou expor suas emoções. O resultado é que os homens passam a conter seus sentimentos, prejudicando a outras pessoas e a si mesmos.

Diversos fatores podem causar esse desequilíbrio emocional, como responsabilidades familiares, frustrações financeiras e problemas no trabalho. Dependendo da fase em que o homem esteja vivendo e das exigências enfrentadas, as doenças podem se manifestar em maior ou menor grau, variando desde quadros de pânico, ansiedade e até depressão. É preciso entender que a saúde mental é tão importante quanto a saúde física, e que tratamento é necessário. 

O corpo costuma a dar sinais de que a mente não está tão bem. Falta de concentração no trabalho, queda no desempenho sexual, mudanças de humor, tristeza profunda e até sintomas físicos como dores de cabeça podem ocorrer. Quando isso acontece, o melhor a se fazer é buscar ajuda profissional. 

Psicólogos e psiquiatras são especialistas aptos a conversar com seus pacientes a respeito de seus problemas, porém o primeiro costuma tratar os motivos que estão ocasionando os problemas mentais por meio de terapia, e o segundo identifica o transtorno e indica o tratamento com uso de medicamentos. Cada caso é um caso, psiquiatras e psicólogos podem tanto trabalhar em aspectos diferentes da sua vida quanto em conjunto. Na dúvida, não deixe de procurar auxílio e faça uma consulta com algum dos profissionais: eles indicarão qual é a melhor abordagem para você.

Ler mais sobre esse tema:

Nossa Agenda

03 a 26 Nov

Saúde do Homem

Exposição 10 anos Novembro Azul no Senado Federal

Local: Senado Federal / Redes Sociais LAL

Horário: A Confirmar